terça-feira, dezembro 31

SOMOS TOTALMENTE CAPAZES!


 
Meus amores lindos,  faça  a vida bonita!
 


Bom o dia  de  hoje,  ou seja a noite significa mudança para o melhor, devemos nos mudar para o novo de maneira sábia. Levando na bagagem leveza.

Ano Novo, passaporte a mão!!!!   -   É hora de atravessar e seguirmos...do ano passado peguem apenas o necessário, exemplos dignificantes e nobre. Aquilo que valerá a pena fazer o coração feliz, pedindo para todos amor! 

Descobri que existem limites precisos, e o melhor: que isso não é ruim, muito pelo contrário. No fechamento deste ciclo nos livramos de muitos supérfluos, mantendo em nossas existências apenas aquilo que tem funcionalidade e permite nosso desenvolvimento. Levaremos  amor e paz, saúde  e esperanças renovadas, acima de tudo  levaremos leveza!

 Conscientemente  aprendermos a nos manter no presente de maneira gostosa.  Afinal, o  momento diante de nós é  tudo que temos e só  com ele precisamos lidar com responsabilidade pelo  que  somos  e desejamos melhorar. 

Imagino que tudo que  podemos fazer ou criar em benefício de nós e de todos está aqui mesmo, dentro desta janela de espaço e tempo.
 
Engraçado,  ultimamente tenho postado  aqui palavras soltas, mas geradas  de sentimentos verdadeiros,  de atitudes autênticas.  As vezes ate esteja criando dentro de mim padrões de comportamento, e  se...., espero poder me orgulhar deles. Pois bem, de minha janela  quase  que repentinamente vi estes dois textos  abaixo:  Mudança e Resiliência.
 
Sempre acreditei que tudo vem ate nós, por algum motivo, afinal, nada que fazemos vem do nada e nossa finalidade neste mundo precisa ser muito além de uma pele aveludada, de mostrar um sorriso largo e branco num corpo escultural.   Penso então, que a vida é uma  série de lições maravilhosas e são nossos deveres de casa.
 
Sabendo que preciso fazer a minha tarefa com alinhamento espiritual,  com paciência,  alegria, bom humor e persistência um pouquinho da  minha visão quem sabe, de meus amigos queridos. Lendo-as resolvi compartilhar  estas duas crônicas.  Desenvolvida de maneira simples pela escritora Nádia Dupont. Uma menina preparada em sua força do espírito feliz e iluminado.
 
Meus  amores,  esta postagem tem um destino certo, com  endereço e selo: Um pontinho brilhante lá no sul da  América do Norte.   A maneira mais fácil de enviá-la é através de nossas orações, a nossa vida em conjunto pela  fé, justamente porque aqui neste mundo somos todos irmãos. 
 
Este é um ato mágico de amizade, amor fraternal para minha querida amiga Pink.  Fortalece suas asas pela resistência do ar, do amor, da serenidade e vai mundo afora borboletando  até a luz do sol e... brilha ainda mais! Todo dia é dia de recomeçar e um dia sairá mais vitoriosa do que o esperado!
 
Com  toda   a  certeza atingiremos  diretamente este ponto necessitado de preces num auto-aquecimento para sua transformação em milhares de boas energias através do Cristo,  e terá conquistado a felicidade por haver cumprido seu dever!
 
Querida amiga, propositalmente estar vivo é o nosso convite para agirmos de maneira novas e inventivas.  Você é  exemplo  de eterna harmonia, capacidade e sabedoria. Nos orgulhamos de você!
                                                            Luzes e Luzes Sempre...
                                                  
 
roswyta
 
 



RESILIENCIA
Nádia Dupont
 
Adoro o poder das palavras… Adoro o poder da palavra resiliência… Ela representa a capacidade de nos transformarmos após cada gigante onda que possa ser lançada sobre nós. Assim como os metais, também temos o poder de nos transformarmos em outras peças. Não é porque o que desejamos não veio que devemos pensar que nunca virá. Na verdade, somos seres sob o comando do relógio do tempo e das circunstâncias sociais. Parece que há data marcada no calendário para tudo. Se o vizinho, por exemplo, realizou um feito e você na mesma idade dele não realizou, não faz e nem se vê na possibilidade de fazer…Pronto! Mais uma razão para as cobranças cruéis e exageradas diante do espelho. Quanta energia gasta em vão! Haja metal para ser moldado em outra peça! Queremos que toda a força positiva da energia cósmica caia sobre as nossas cabeças e nos traga aprendizado e acalanto de forma infantilizada e que venha no formato cafuné/colo de mãe… Já sofremos demais com os males da existência e, por isso, é hora de pensar em recompensa! Quanta bobagem! Como somos crianças tentando ser adultos. Queremos o mundo, queremos o maior amor, os beijos mais lânguidos… Queremos mais e mais e não nos preocupamos com a procedência desse “mais”… Há pouco estado de alerta em nós para nossas próprias necessidades… Ficamos sempre a esperar que os outros façam pela gente. “Eu quero amar”, “Não quero sofrer”… Queira Deus que entendamos que sofrer faz parte da nossa evolução enquanto ser. Precisamos entender que a vida não é novela (apesar de que a minha daria uma com grande audiência), precisamos parar de prolongar o tempo de espera e de moldagem em formas novas, precisamos entender que se o amor que nos dão não é desesperadamente meloso e Hollywoodyano não é porque não o mereçamos, mas porque cada um transmite do seu jeito a sua forma de amar. De que forma transmito meu amor por mim? Será que é preciso se desestruturar na ânsia vã de encontrar-se de pé depois do furacão? Melhor é se refazer utilizando no próprio vocabulário muitas vezes a palavra resiliência…
 
MUDANÇA
Nádia Dupont
Paredes novas para a minha casa, ainda que o novo diferente seja  a cor… Paredes novas para as nossas almas que anseiam por múltiplas coisas positivas e insistem em encostar em alguma parede de dor… É preciso mudança… Mudemos o exterior, mas não nos esqueçamos da mudança interna, aquela no ápice do reboco, dentro do tijolo… Quero a aspiração transformada em feito meu, quero gritar para mostrar a força da voz, mas não quero, nem posso deixar de fazer para sentir o poder vez… A vez sempre chega, Nós damos a sequência a vida, ainda que em alguns momentos deixemos que ela siga acontecendo como algo sem importância, como receita de bolo modificada por falta de ingredientes. A poeira que insiste em se fixar no móvel hoje, ontem não estava. Então como posso achar que nesta vida não acontece nada? Acontece sim, acontece a todo instante e, infelizmente muitos de nós insiste em vislumbrar apenas o que acontece de forma gigante, o que nos arrebenta e arrebata e só é bom quando vem disfarçado de presente material surpresa, como se fosse benção única do Céu para o ser mais merecedor da terra(nós). Não estou dizemos que não somos, somos sim! E é preciso até que nos vejamos assim para que não fiquemos de lado…É só uma pausa para respirar, para a intuição direcionar , porque o bom, o que desejamos nem sempre está ligado ao que precisamos. Hora de mudança, hora de faxina… Comecemos a rasgar pequenos sentimentos e rusgas em relação a nós e aos outros, esqueçamos as ofensas (quem conseguir primeiro me avise), larguemos de mão tudo que não deu certo e que não foi possível acontecer. Não aconteceu porque não deu! Simples assim? Não! O quanto de dedicação foi deslocado em prol deste desejo? Quanto as glândulas sudoríparas trabalharam para fazer valer o ideal de superação? Se não sabemos é porque não demos o foco devido e merecido. É preciso que conheçamos a nossa pirâmide da base ao topo, para que possamos enxergar e escutar a necessidade real da nossa  essência e fazer valer as vontades na prática, porque a ideia e a vontade representam tão só o primeiro passo quando de fato desejamos algo… Uma coisa de cada vez, um dia de cada vez também.
 
 *****
 


 
 

ANO NOVO EU REALMENTE ME AMO?!



 

Meus amores,  ao crepúsculo colorido, alegre as taças se cruzam...  
Nossa alma baila  e o champagne  borbulhante anuncia  que o ano velho  se foi com suas velhas âncoras. Ano Novo, em sua embriaguez de esperanças e amor, já chegou qual uma estrela brilhante!

 
Quero agradecer a cada um de vocês especialmente: Muito obrigada pela Claridade e Aquecimento Humano!   Ah, suave  como as uvas frescas liberdade.  Invadindo alegrias com cheiro gosto de pão matinal. Novo Ano trazendo em seu ventre direitos respeitados,  começando pelo direito augusto de viver. 
 

Sinto-me abençoada!  Uma ágil borboleta infinitamente impregnada das afortunadas energias Divina. E realmente sou iluminada, prova que sou feliz e forte diante dos acontecimentos que tenho por muito superar, segurando nas mãos do Soberano e a outra na parede pra  não ir-me  ao chão. Reergo-me plenamente esplendorosa, envelopada, selada  em vitórias!

Desnecessário aquela enorme lista relâmpagos de boas intenções, basta continuarmos, com amor e justiça. Nada precisa ser subitamente alterado, ressalvamos a firmeza  consciente,   observando nossa verdadeira  missão no mundo. 

Eu, as vezes fico observando os noticiários e silenciosamente dialogando com o Criador.... outras, apenas dou-Lhe um  sorriso de OK!...  Como a vida é complexa!  Somos o resultado de tudo  isto.. somos vitórias e perdas.. somos amor e ódio.. somos vida e morte!

Somos caminhantes incansáveis, com fé, autoestima e conduzido e condutor de Amor, justiça e paz! Somos os responsáveis por cada atitude nossa e indiretamente do que ela possa gerar ao nosso próximo. 


Registramos o propósito firme de recomeçar sem mágoa, sem rancor, sem ódio,   cantamos uma só canção,  uma só música da liberdade, onde nos livramos de tudo que possa nos fazer menos felizes, isto ficou para trás. 
 


Nessa vida sublime e grandiosa, fiz um balanço rapidamente... Entrei na roda mágica e feliz da minha existência rica em detalhes, viajei até minha infância, cheia de beleza...


Oh, posso celebrar com todas as palavras de alegria  na linguagem da poesia   minha infância! Dai aos exercícios da razão a correr de pés no chão, as mangueiras copadas, coloridas de pinceladas rubras e dourados... laranjais, jabuticabeiras com suas doces frutas depois da chuva.


Ah, e como explicar nossa criatividade infantil, da juventude, dançando entre  os canaviais, pés de figos com aquele aroma, goiabeiras de frutos suculentos protegidos dos passarinhos... Todos os anos o velhinho Noel,  traduzido de poeta surge com  esta caixinha de lembranças. Eu me amo e ele existe, esta vivo aqui dentro de mim.
 
Assim, percebi que Dezembro já esta aqui do nosso lado no seu trinta e um. Ainda hoje neste último dia do ano de dois mil  e treze recebo de Noel, como se o seguisse na versão de Assis, Drummond, Rubens, Guimarães ou Neruda, trazendo-me a carruagem condutora de minha felicidade.
 
E é nessa sintonia  de simplicidade que o meu beijo de Feliz 2014  milhões de anos lhe soprará a face!
 
Derramando   Autoestima, Amor, Paz, Serenidade.
 


Falamos tanto sobre isso, mas afinal sabemos o que é autoestima? Autoestima é a opinião e o sentimento que cada um tem por si mesmo. É ter consciência de seu valor pessoal, acreditar, respeitar e confiar em si. Coisas nem sempre tão simples assim.  Nosso conhecimento e experiência a respeito deste universo humano de inestimável valor  é interessante o suficiente para nos respeitar.
 
A autoestima, juntamente com o amor-próprio, é a base para o ser humano. É a cura para todas as dificuldades e sofrimentos. E mais, é a cura para todas as doenças de origem emocional e relações destrutivas. A autoestima começa a se formar na infância, a partir de como as outras pessoas nos tratam. Ou seja, as experiências do passado exercem influência significativa na autoestima quando adultos.  
 
Perde-se a autoestima quando se passa por muitas decepções, frustrações, em situações de perda, ou quando não se é reconhecido por nada que faz. O que abala não é só a falta de reconhecimento por parte de alguém, mas principalmente a falta de reconhecimento por si próprio.  
 
Quando a autoestima está baixa a pessoa se sente inadequada, insegura, com dúvidas, incerta do que realmente é, com um sentimento vago de não ser capaz. Não acredita ser capaz de ter alguém que a ame, de fazer aquilo que quer, de se cuidar, desenvolvendo assim um sentimento de insegurança muito profundo, desistindo facilmente de tudo que começa.
 
Como ela mesma não se ama, se sujeita a qualquer tipo de relação para ter alguém ao seu lado, tornando-se dependente de relações destrutivas e não conseguindo forças para sair delas.

O que diminui a autoestima?  As críticas e autocríticas, culpa, abandono, rejeição, carência, frustração, vergonha, inveja, timidez, insegurança, medo, humilhação, raiva e, principalmente: perdas e dependência,  financeira e emocional. 
 
 Quando começa a se formar Na infância. A partir de como as outras pessoas nos tratam. Quando criança pode-se alimentar ou destruir a autoconfiança. Autoestima baixa geralmente está relacionada a falsos valores. Crença que é necessária aprovação da mãe ou pai.

 
Para elevar a autoestima é preciso: autoconhecimento, manter-se em forma física, gostar da imagem refletida no espelho.

 
 É fundamental identificar as qualidades e não só os defeitos,  aprender com a experiência passada , tratar-se com amor e carinho, ouvir a intuição, o que aumenta a autoconfiança,  manter diálogo interno, acreditar que merece ser amado ou amada e é especial, fazer todo dia algo que o deixe feliz.

 
Pode ser coisas simples como dançar, ler, descansar, ouvir música, caminhar.

 
 Resultados da autoestima elevada mais à vontade em oferecer e receber elogios, expressões de afeto.
 
 
 Esta longa listagem de sentimentos de ansiedade e insegurança diminuem  a harmonia entre o que sente e o que diz. Chame estas forças do que quiser, o fato é que elas não poderão permanecer no nosso íntimo.
 
 
 A necessidade de aprovação diminui, é aconselhável permitir  maior flexibilidade aos fatos de autoconfiança elevada,  amor-próprio aumenta, satisfação pessoal, maior desempenho profissional ,  relações saudáveis  e intensa  paz interior. Assumindo esta posição positiva, orgulhosos e sem medos encontraremos nossa Estrela Guia.

 
Sábias  Estrelas Silenciosas a Cada Coração.

 
Amo vocês, gosto de tê-los aqui.

 
 
 
 
 roswyta
Ribeirão Preto - sp-br
verão 2013

 




segunda-feira, dezembro 30

O QUE É IMPORTANTE PARA MIM.

 

Meus amores lindos, bonita vida! 

Lindo dia para  nos despedir desse produtivo ano de dois mil e treze. Aqui a chuva  abençoada continua fiel.. rsss   Dormi  muito bem, ando com o romantismo a flor da pele, até sonhei com  Jeff Bridges, o  gatoso,  do filme *CRAZY HEART*  que vi antes de dormir.  Aliás, ando dormindo muito bem nos últimos meses, estou leve, com a certeza de continuar a minha missão feliz!


Acho até que a história americana anda roubando meus pensamentos para isso, basta uma simples palavrinha de lá pra cá ... rssss
 
É importante saber viver, e viver bem, sempre com a cabeça erguida, sem temer o que possa vir a frente, por deslizes ocorridos no passado.  Eu, não deixo pendências, mesmo quando outros se silenciam eu os perdoo e sigo cantarolando.   Nasci para ser feliz   -  Sou muito feliz pra assim não ser.
 
Mas hoje, quero falar daquilo que aprendi muito cedo, vendo e recebendo de meus pais. Sou de uma família mineira com raízes em valores éticos. Liberdade é o nosso lema, mas pra usá-la precisa-se responsabilidade!

Coisas simples de minha infância, cultura, costumes e imagens que falam suavemente, a mim um guarda-lembranças querido, mas eternamente sinônimo de saudades! Coisas rotineira para alguns, para minha dinâmica sentimental são valorosos... ou quem sabe: Valores. A minha Família, é um pilar muito importante para o crescimento e o sucesso pessoal de cada um.
 
Quando falamos em família, não é apenas a nossa família de sangue, mas também a família que criamos em nossa caminhada pelo mundo, como amigos e amigas, parceiros e parceiras, companheiros de trabalho e de estudos. A Família é uma importante instituição e um valor fundamental em minha vida. Em todas as minhas decisões, procuro sempre estar o mais próximo possível deste valor, executando ações que possam me trazer conforto, tanto para mim, como para os que me cercam.
 
Vivemos hoje em um mundo em que os valores estão escondidos, camuflados, seja pela mídia maciça,  seja pela cultura rápida e de necessidades imediatas. Mas existe uma forma simples de descobrir seus valores pessoais, com uma simples atitude: O que é importante para mim?
 
A fé em si mesmo é um dos grandes pilares na historia de pessoas que alcançaram seus objetivos, e também é um valor que deve ser muito bem trabalhado.  Numa visão mais real deste principio, e fé pode ser denominada de Força de Vontade, ter força de vontade para lutar, cair, e voltar a lutar novamente.

Não estamos falando aqui apenas da fé religiosa.

Não que ela não seja importante, é importante uma pessoa acreditar em algo além do que os olhos podem ver, mas nosso foco é na fé pessoal, ter fé em conseguir alcançar seus objetivos, ter fé em seguir seus princípios e valores a risca.
 
A honestidade é um valor em extinção, mas nem por isso deixa de ser um importante valor na ascensão para uma vida de sucesso. Devemos ser sempre honestos com nós mesmos e com os outros indivíduos de nossa convivência. A honestidade é um dos pilares que fecham este nosso universo. Visto que para muitos ela a muito  esta fora de sua pauta.

Ser honesto e, junto da lealdade, um dos mais valorizados princípios que uma pessoa deve seguir em sua caminhada rumo ao sucesso.
 
A Lealdade e fidelidade se torna um importante valor visto deste ponto de análise, já que uma pessoa fiel aos seus princípios e crenças, é uma pessoa destinada ao sucesso sempre. A partir que se conquista esta fidelidade pessoal, você se torna uma pessoa fiel aos olhos dos outros indivíduos de sua convivência.
 
Muito cedo aprendi diferenciá-los e trazer os prioritário para meu universo, inúmeros não abro mão deles..... Responsabilidade também nasce , cresce com a gente... Valores determinam nossas decisões e posturas em relação à vida.
 
Mas, quais são os nossos valores? Se não escolhemos, eles já vem prontos e assim aprendemos que o sentido da vida é simplesmente crescer, estudar, trabalhar, ter filhos e morrer. Mas, tudo isso para quê? Diziam os filósofos que a finalidade do homem era aprender a Ser e realizar em si a potência do bem, do belo e do justo. Diziam que eram estes os ideais humanos e que assim o homem viria a se realizar e ser feliz.
 
Apenas o ser humano pode apreciar a generosidade, o amor e a beleza de forma consciente... brincadeiras gostosas, pureza a flor da pele... alegria, os seus valores mudam da simples sobrevivência e satisfação de desejos infinitos à contemplação, ao serviço, à beleza, à generosidade e ao altruísmo. E assim, o Ser ganha prioridade sobre o simplesmente existir.
 
Viver é uma tarefa contínua de construção deste Ser Humano. E por acaso, haveria maior obra para o ser humano que aprender a Ser... assim, viver de acordo com valores é ser feliz....

Nossa vida é regada e recarregada pela simplicidade e alegria, onde só é bem compreendida numa vida em que o desânimo deixou marca.  

A responsabilidade pelo que somos é unicamente nossa, o dia de hoje é tudo o que temos e só com ele precisamos lidar, claro, hoje será influenciado pelo que já aconteceu e, por sua vez, influenciará o amanhã, a semana seguinte e muito além. 
 
Mas, serão estas nossas escolhas que determinarão os nossos caminhos e a manutenção da qualidade de nossos jardins!  
 

Meus amores lindos, é possível determinar nossos valores, e saber de que forma devemos caminhar, para alcançar o sucesso pessoal que almejamos em um futuro próximo.


O importante de se descobrir este valores, é que a partir do momento que começamos a fazer escolhas de nosso caminho, baseado no que acreditamos, o caminho se abre em maiores chances de alcançarmos o nosso destino.  
 
Com muito amor no coração
vamos receber  2014 em melhor estilo !
 Bonito início de semana....
E que venha o Novo Ano!
Amo vocês!
roswyta
ribeirão preto-sp-br
verão 2013
 






 
 

sábado, dezembro 28

PODER PARA PROVOCAR INCÊNDIO!


 
Mas há situações especiais... deixando acontecer...
Quando, por exemplo, chega uma voz,
as palavras beijando nossa alma.

 
Há pessoas no mundo que sabem como fazer a diferença.    Suas palavras são  corretas, sua postura amável, exemplo de integridade, sentimentos e ações, rumando a reciclagem do que é melhor para avanços positivos. Colocando-nos de volta nas emoções e desejos discretamente tentadores.
 
Seria possível, eu, aqui na  minha calmaria, conversando com a vida silenciosamente.  No ponto escuro de meu quarto ainda percebia livros soltos pela  cama, lá fora trovoada, relâmpagos e chuva batendo a janela. 
 
Engraçado,  a natureza em sua sábia profundeza nos surpreende com tanta docilidade, que haverá  muitas razões para  confiar plenamente que não vivemos de ilusões. Nenhum argumento seria tão bom quanto este cenário.
 
Nesse momento ouvi o toque baixinho do meu telefone,  então percebi que ele ainda toca,  visto,  há muito ele estar ali quase que como uma peça  decorativa.  Seu toque chamou a minha atenção com normalidade.
 
Pensei, oh Senhor Deus, que seja uma coisa boa, este ano não quero criar expectativas.   Disse-me levando a mão ao telefone: que venha os  bombons, algo doce e gostoso. Se eu pudesse adivinhar teria atendido antes... Uau, uma ligação sem espera que suavemente provocou incêndio em meu  pensamento!..... rsssss
 
Logo me dei conta do quanto aquela voz concebida de musicalidade e sonho havia confundido meus pensamentos e alegrado imensamente meu coração.
 
Alto lá, eu o identifiquei, e quase perdi a coordenação, curiosa,  feliz,  o ouvi. Contando em linguagem  com mestria de seu  retorno a USA numa síntese que nos permitia condensar as emoções mais lindas e delicadas.
 
Um dos nossos prazeres é por hora fazer uso do telefone para nos comunicar edificando ainda mais, o carinho, a amizade, os valores que prezamos e deles não abrimos mão.  Vou dizer  ao livros  de você,  de nós, dos encantos!
 
Confesso, enquanto o ouvia sem exagerar, havia em nós uma sintonia purificada, acordando lembranças e sentimentos.  Tal como acontecera, em nós, quando  há muitos anos atrás nos vimos pela primeira vez.
 
Amado, resta-me cumprir, dentro de alguns meses, a promessa: Estarei aqui  no Brasil  a sua espera.  Somos comandados  de uma suave sensação sem necessidade de explicação.
 
Sobre o tempo e a eterna saudade, a sua volta galopando nos versos encantados, viveremos então de Neruda!
 
Pois é, para provocar um incêndio, não é preciso fogo.
 
Não hoje! Encantamento  em chamas....
 
Obrigada, adorei...
 
 
 
 
 

sexta-feira, dezembro 27

VI DE MINHA JANELA!




 

Não discuto

não discuto

 com o destino


 o que pintar


 eu assino

 
***
 

DOR  ELEGANTE



 

   Dor elegante..



Um homem com uma dor
É muito mais elegante
Caminha assim de lado
Com se chegando atrasado
Chegasse mais adiante



Carrega o peso da dor
Como se portasse medalhas
Uma coroa, um milhão de dólares
Ou coisa que os valha


Ópios, édens, analgésicos
Não me toquem nesse dor
Ela é tudo o que me sobra
Sofrer vai ser a minha última obra.

*****

 
 Paulo Leminski foi um dos mais expressivos poetas de sua geração.
Influenciado pelos dos irmãos Augusto e Haroldo de Campos deixou uma obra vasta que, passados 25 anos de sua morte, continua exercendo forte influência nas novas gerações de poetas brasileiros. Seu livro “Metamorfose” foi o ganhador do Prêmio Jabuti de Poesia, em 1995. Entre suas traduções estão obras de James Joyce, John Fante, Samuel Beckett e Yukio Mishima. Na música teve poemas gravados por Caetano Veloso, Gilberto Gil, Guilherme Arantes; e parcerias com Itamar Assumpção, José Miguel Wisnik e Wally Salomão.  Paulo Leminski Filho (Curitiba, 24 de agosto de 1944 — Curitiba, 7 de junho de 1989) foi um escritor, poeta, crítico literário, tradutor e professor brasileiro. Era, também, faixa-preta de judô.
Paulo Leminski morreu no dia 7 de junho de 1989, em consequência de uma cirrose hepática que o acompanhou por vários anos. Os poemas citados pelos participantes convidados fazem parte do livro “Melhores Poemas de Paulo Leminski”, organização de Fred Góes, editora Global.

 

 
 
 

 
*
Pois é, falo  de quem admiro

um beijo pra você Paulo Leminski.

Galopa debruçado nas estrelas!

Risos  uau,  fantástica afirmação sofrer?!!  

Sofrer, a grande fragilidade de todos.

Buscando incentivar esta atitude de lições perdidas,

de iniciativa pioneira na minha historia ampliada.

Básicas geradas nas porções arcaicas do nosso cérebro?

Que sofrer seja também  a minha última obra...

Pois, de nada nos valerá a elegância

se em nós ela não refletir sua postura.

De conhecimento de nós mesmo ela se faz personalidade.
 
Aqui, em sua chama imortal a luz de sua poesia nos envolve.
 
Em nós seus versos faz saltar saudades  suas.


 
roswyta
 

quarta-feira, dezembro 25

ENTÃO TÁ: SUBSTANTIVO FEMININO?!

Meus amores, solidariedade  são pétalas que semeamos, 
enquanto cantamos a música  Doação.
 
 
Hoje, estou  disposta a participar  do que der e vier, revelando meus sonhos  numa conferência pessoal. Procurando sempre o lado  da realização.
Oh, como é fácil  eu dizer isto num  dia de chuvinha  preguiçosa, gostosa pra ficar  aqui numa boa vida!   Assim,  sem ter compromisso entre o hoje e o amanha, pós  natal.

 Descobrindo tesouros no dicionário,  na televisão,  vasculhando os canais de 01 ate  seu limite na tv a cabo.  Num tempo quase mágico, mudei para o noticiário.   Vi  superações  muitas dificuldades em todas circunstâncias.
 
Ali, o  que a vida lá fora me oferece é o  trabalho da escrituração de voluntários, abrindo sorrisos e  novas esperanças para a humanidade sofrida.  Constituída deste substantivo feminino SOLIDARIEDADE. As pessoinhas vitimadas indefesas, será que infelizes?  Angustiadas, limitadas.  Famintos de esperança, calor humano, comida e agasalhos: Cobertores de uma  valiosa grife:  AMOR!
 
Buscando lidar com o novo  sem apoio governamental concreto. Uma cena  final premeditado pela incapacidade de lidar com a diferença ?  -  A promessa de uma nova vida pelos  representantes me parecia esmola. Eles estavam ali, mas sabido  que não é  a primeira vez  que ocorrem as tragédias.
 
Sinceramente, a primeira vista tive a sensação de unir-me a sua extrema fecundidade de  igualdade com notável capacidade em auxiliar aquela gente visitada pela tragédia das chuvas.  Oferecer conforto  indefinido a eles. É estranho pensar que eles estão lá quase no fundo do poço e, de repente, ao olhar pra cima vê que ainda há esperanças de as coisas se ajeitarem. É a lição mais fortalecida neste instante!
 
As minhas preces vieram do meu subconsciente?  Sei que elas, vieram rasgando minha alma de maneira a dar uma olhadinha ao lado.  De  encontro com  a minha Senhora de Aparecida e orar. Sou assim, acredito nos tesouros das orações!
 
Não precisei de um bom tempo, diante da televisão para entender essa palavrinha: Solidariedade.  Nesse momento, eu me tornei vazia de experiências, na minha vida pessoal vendo tanta gente, vivendo neste exato momento de medo e ansiedade resultante das chuvas.  Aos poucos fui me humanizando na construção dos acontecimentos.
 
No  meu caminhar durante a manhã  pude presenciar uma atitude de gratidão suavizando os passantes, contando históricas experiências apaixonantes pela qual já passaram.  Engraçado, agora aqui no  conforto de meu quarto recebo este presente divino: Lição de Amor  ao Próximo!
 
De fato, já vimos que o espírito  disponível a solidariedade,  nada lhe será difícil combinar aqueles que foram designados ao voluntariado solidário.   Não precisamos mostrar um curriculum vitae.  Não precisamos de pleno conhecimentos do valor de nossos dons individuais uns para os outros.
 
Todos nós necessitamos da atenção dos outros para estarmos certos de  que nossos movimentos nos levam para a direção correta,  na direção da  alma aberta com muito amor  as duras realidades da vida de nossos semelhantes. 
 
Meus amores lindos!
 
Cada um  de nós somos o próximo do  outro.  Nossa vida tem um colorido e perfume diferenciado quando temos a capacidade de nos doar. Todos nós precisamos de pensamentos positivos  e de força, muita força....
 
Por isso,  devo ficar  atenta a todos vocês!
 
Senhor,  todas as situações, crises, tragédias ou não...
 
Geram oportunidades  de renascimento...???!!!
 
Obrigada pela vida, sou grata tenho apenas o que mereço?
 
Natal eterno  a todos, extrairei benefícios de todas experiências.  Só Deus nos pode ajudar a nos manter corajosos e  a fazer transformações positivas na nossa vida.   

Não existe pecado maior, nem crime maior, do que abandonar aqueles que já fizeram muito por nós... Cercado de afeto e amor e carinho,  acabo de  perceber, emocionada a grandeza de um novo aprendizado vital.
 
 
 
 
 
Roswyta
ribeirão preto - sp - br
verão de 2013
 


 
 

CORAGEM É MINHA FORMAÇÃO!


Meus amores, bonito 25 de  dezembro de 2013! 
Um recomeçar feliz  e consciente a todos nós.

Novamente,  fui caminhar bem  cedinho, aqui o ventinho frio permanece deliciosamente. Poucos  caminhantes encontrei pelas ruas, uns limitaram a um Feliz  Natal!   Outros,   já  sorridentes se aproximaram   naturalmente e nos  abraçamos,  sem barreiras nos cumprimentamos com aquele beijinho  à francesa, sem tirar só casquinhas da oportunidade comemorativa!
 
Mas o  que percebi é que hoje muito ainda se fala em espírito natalino.  Acredito  que  falar é fácil, o diferencial está em sua prática diária. 
 
 Pois bem, então que ele seja o centro  da humanidade a si mesmos  e aos  demais, e que possamos dizer uns aos outros , por mais  este 2014 em atitudes.
 
Com firmeza de propósitos, com coragem de vive-lo em  sua essência.
 
Por fim, continuei a caminhar, mas não o menos importante dos fatores      ocorridos, observando em mim, uma sinfonia psicológica: Natal é espiritual?
 
De qualquer forma, acaba sendo muito bom, este conhecer superficial, pode acabar legitimando laços humanizados, aos novos laços afetivos que passa a estabelecer.   Sermos amigos muitas vezes significa estarmos aptos a ir  a  seletiva comunidade construtora positiva.
 
Mais vale uma pequena atitude posta em prática  do que uma ótima idéia deixada para o amanhã, e  muitas vezes para o famoso dia  de São nunca.  Quem é que não o conhece??!!! rsss
 
Imagino que  precisamos desta coragem geradora de capacidade e inteligência,  que nos dará consistência e  estabilidade.  Quando desenvolvemos essas forças preparadas nos fazemos dinâmicos, lutadores confiantes, objetivos  e destemidos.  Pelo amor   e compreensão dessas qualidades justas somos  capazes de nos conduzir  com sabedoria, determinação a conquista  do  que ambicionamos.
 
Ah, meus amores, nunca me coloquei nas proporções dos grandes ou melhores pessoas.  Mas, aprendi  a tática  da admiração assimilativa  com muita humidade.  Da mesma maneira,  jamais tive medos  ou receios  de desencadear  em mim o terrível vício moral da inveja.
 
Sempre me esforcei ao  exercício interior,  sem perder a minha individualidade, com muita admiração e humildade  patinei de modo imperfeito para  sem  conflitos pessoais  romper as divergências.  Por milhões de vezes retornei para acender a lamparina  da minha Fé em  DEUS quando me via debilitada por  acontecimentos externos. 
 
Recordo-me  que muitas vezes,  segurei  na parede para não cair,  enquanto  a minha outra mão, como sempre estava ali grudada  nas  de DEUS!

Quem de nós ainda não se sentiu insegura??!!!

Pois é, o processo da confiança e lealdade, analisado com muito cuidado....
DEUS, Este meu Guia Superior, nunca abandonou-me, mesmo quando brigamos! Se pensam que não brigo com DEUS, enganam-se. Uma comparação permite-me entender bem esse ponto fundamental: Ele é o meu pai, e eu, sua filha, forçosamente nos deixamos muito a desejar.
 
Meus amores!
 
A minha coragem é  uma formação  de longa data,  ela veio de onde fui gerado  ainda no ventre de minha mãe. Devo  esta formação educacional a meus pais,  a minha família e a minha força de vontade.
 
Adotei esta atitude de ser feliz e não me deixar  abater, e ela não esta sendo mantida a qualquer custo,  não há esta necessidade.
Pois, basta que sejamos livres,  fortes e positivo  diante das deficiências dos acontecimentos.
 
Não é fácil! Mas também  não é impossível!
 
Quantas vezes, enfrentei problemas de fundo emocional, profissional, social, físico?! Fui a luta com meus pensamentos e sentimentos, eliminei os degraus danificados. Coloquei na minha cabeça: Não tem sentido desgostar-me por coisa de pouca importância a minha existência. Fruto de defeito de carácter?!  

Ah, supostas ou reais? 

Todo ser humano tem duas histórias?

Sou muito mais eu,  sinceramente eu os ruminei por alguns dias,  digerindo-os   suficientemente,  para logo depois  deixa-los irem-se aos ralos dos ratos imundos.  Precisei dessa formação corajosa.  Venci!
 
A vida  esta fazendo de mim obra lapidada, num exercício constante!  
Poderão fazer de todos que tiverem o privilégio dessa parceria:  CORAGEM! 

 Desta força  de vontade com alegria  e justiça.  Sem conflitos!  Tudo  se reflete em nossa face, o  amor, a delicadeza,  a coragem, a sinceridade,  a lealdade, a capacidade de luta!
 
Meus amores, quando não temos alternativas, e precisamos nos  manter de pé  e com dignidade, nossos lábios nunca devem  descair nas extremidades, equilíbrio, calma confiante, espírito tranquilo. Sem ofensas verbais e físicas. Animados de  propósitos dignos e  nobres para com os demais.
 
Por experiência, e isto  só  a mim tem validade. Somente respondo por mim.
Sustentei lágrimas  e sorrisos.  Adquiri o hábito de fazer atitudes brotarem.

É fato comprovado que o meu  sorriso otimista, estampado muitas vezes no meu rosto molhado me fez vitoriosa! Em linhas positivas, realizáveis.
 
Meus  amores,  nunca percam a coragem  e a fé, pois o Senhor DEUS tem  em medida certa a confiança e a coragem  que vamos precisar para vencer todos os obstáculos.
 
Por favor,   mutuamente um minuto  para um  carinho fraternal!
 
Primeiro:  -     dinheiro pode perder muito
 
Segundo:   -     perder  um  amigo pode perder muito mais.
 
Terceiro:   -     perder a coragem, perdemos tudo!
 
Amo vocês.
 
 
roswyta
Ribeirão Preto, sp - br
verão - 2013