quarta-feira, fevereiro 7

O Carnaval na Antiguidade.

Resultado de imagem para carnaval
 Os povos antigos promoviam a inversão do mundo em diferentes manifestações populares.
Ao pesquisarmos sobre os festejos que marcam o carnaval, geralmente nos deparamos com a lógica e a significação instituídas pelo calendário cristão. Sob esse contexto, o carnaval compreende um período de celebração que antecede a resignação espiritual que inclui o período que vai da Quarta-feira de Cinzas até o Domingo Pascoal. No entanto, quando observamos as manifestações de outras civilizações milenares também conseguimos notar a prática de celebrações de tom carnavalesco.
Pesquisando sobre os povos orientais, podemos apontar a anulação temporária das convenções sociais e das outras distinções que organizavam seu mundo. Entre os babilônios havia a organização de festas anuais de verão, conhecidas como Sacéias. No seu conjunto, tal festividade era orientada pela inversão completa das hierarquias sociais. Ao longo de um período de cinco dias, os servos poderiam incorporar os gestos e comportamentos de seus superiores.
Outra instigante manifestação organizada durante a Sacéia envolvia a escolha de algum prisioneiro para ocupar o lugar da autoridade real. Nesse curto período, o reles detento poderia vestir as roupas do rei, comer em sua mesa e até desposar as mulheres do mesmo. Após a experiência de regalo e alegria, o pobre coitado era submetido à chicotadas e depois morto por algum cruel ritual de execução. Tragicamente, a inversão da realidade chegava ao seu fim.
Em outro tipo de manifestação, os babilônicos tinham o costume de assinalar os limites da autoridade monárquica por meio de um curioso procedimento religioso. Durante os primeiros dias de cada novo ano, um sacerdote retirava do rei todos os emblemas que indicavam seu poder e o expunha a várias agressões físicas. Logo em seguida, o rei era levado aos pés do deus Marduk para declarar que não havia abusado do poder. Finalmente, era novamente consagrado e a ordem normal das coisas era restabelecida.
Os assírios também realizavam outra celebração bem próxima de algumas ações comumente observadas no carnaval de rua contemporâneo. No mês de março, os integrantes dessa poderosa civilização organizavam uma festa em tributo à deusa Ísis, divindade de origem egípcia responsável pela proteção dos navegantes. Os seus participantes costumavam utilizar máscaras durante uma procissão em que um carro transportava uma embarcação a ser oferecida para a deusa.
Na Roma Antiga, as chamadas Saturnálias eram festas em que toda a população estava livre das distinções sociais que orientavam sua vida cotidiana. Durante uma semana, os senhores utilizavam os chapéus de seus subordinados e ofereciam comida aos seus serviçais. Na mesma época, um rei era sorteado para ter todos os seus desejos prontamente atendidos. Dessa maneira, a tradição renovadora que assinala o carnaval pode impressionantemente atravessar os séculos.
Após a disseminação do cristianismo e a consolidação da hierarquia católica, as festas carnavalescas sofreram diversos episódios de perseguição. De acordo com os líderes da Igreja Cristã, as inversões e situações fantasiosas afrontavam o mundo criado pelo Senhor. No entanto, mesmo com sua influência e poder, a Igreja não conseguiu dar fim a essas festividades que ainda se mostram vivas em diversas culturas espalhadas pelo mundo.


Por Rainer Sousa
Graduado em História
*
Bonito carnaval meus  amores...
Divirtam-se  sem medos e receios...
Mas  voltem pra  casa  com a mesma  alegria  e  saúde ao ir-se.
beijos
Roswyta

quarta-feira, janeiro 24

LUXO PARA TODOS E PARA SEMPRE!!!



                                   Meus amores lindos, bonita vida!
Pois é, entendo que luxo é simplicidade, onde o menos é sempre mais com sabedoria, respeito a individualidade do outro, humildade e elegância de alma e postura. Principalmente como tratar o universo de cada um com a devida reverência da generosidade. Compartilhar, refletir esse luxo recebido é a mim prazeroso... beijos.

                                                LUXO PARA TODOS
 - Às vezes estamos tão dentro de uma certa realidade que nos esquecemos do quão privilegiados ...somos. Tendo vindo da realidade de que vim, não tenho direito a esse esquecimento.
E por isso quero proclamar que minha vida é um luxo só.
Quer luxo maior do que poder comer fora – e bem – todos os dias?
Quer luxo maior do que poder comprar – e nem sempre ler – os livros que desejo?
Quer luxo maior do que ter um quarto próprio – e mínimo – em pleno plano?
Quer luxo maior do que poder abdicar de carro na cidade habitada por uma estranha espécie constituída de cabeça, tronco e rodas?
Quer luxo maior do que, à beira dos trinta anos de cárcere laboral, continuar com o riso solto?
Quer luxo maior do que ter a mente e o corpo sãos? Quer luxo maior do que ser o equilíbrio em pessoa, digam o que disserem?
Quer luxo maior do que, por exemplo, ver um show – e que show! – da grande Rosa Passos?
A baixinha (metro e meio, talvez) é uma gigante no talento musical. É uma baixinha de estatura internacional.
Minha vida não tem nada demais, mas é um luxo só. Tenho tudo quanto quero, na exata medida do meu pouco querer. O meu luxo está na simplicidade, no querer menos, no precisar do mínimo.
E se quero pouco, se preciso de pouco, o luxo de que falo é só um contentamento íntimo. É um luxo invisível.
Onde está escrito que o luxo tem de ser visível? O luxo da ostentação não me interessa.
A verdade é que só gosto do luxo que é luxo só pra mim."
Autor: Tarlei Martins


Tarlei Martins nasceu goiano (1963) e adultesceu mineiro. Na virada do terceiro milênio, fez ninho numa das asas de Brasília. Graduado em Ciências Contábeis (UFU), há trinta anos é profissional dos números. E logo os números irão financiar-lhe o ócio com que pensa dedicar-se ao ofício de amador das letras. Para tal ofício, cuidou de pôr na bagagem duas especializações: Letras e Filosofia, ambas na UnB. Quase Nada é seu primeiro livro lançado – às traças. Quase nada se pode esperar dele, o livro. É com ele, no entanto, que o autor conta despontar para o anonimato. Na vã tentativa de driblar o anonimato, mantém um puxadinho virtual no endereço www.artevida.blog.br, abrigo, aliás, da maioria dos textos aqui publicados.

segunda-feira, janeiro 15

SONHOS! CADA UM LEVANDO O SEU...

  
Bonita  vida meus  amores!

Meus amores, viver  parece mesmo  ser  este  entrar e  sair dos dias e das  noites.  E nesse vai e vem, tem dia que a alma exige capricho da gente num sentimento intenso, gosto dessa emoção musical... é muito bom quando a música e a poesia também tem essa sutilidade nos transportando ao ninho da infância... 
O bom  é saber que, nós humanos somos criação tomadas de esperança, de carinho, capazes de sentimentos nobres e conseguimos amar em diversas formas e categorias. 
Ah, como sempre esse Amor incentiva a gente. Como roda gigante os dias, os anos e o tempo num sentimento fraterno, amor maternal, paternal, e amor amigo, amor companheiro embala a gente num mágico conforto! 
A vida as vezes nos impõe a seguir caminhos novos, sentimentos mais tênues , mas nunca esquecer um grande amor. Aquele que trazemos de lá e no ofício do coração se fez o verdadeiro amor.    O amor de ser criança com lirismo na caminhada, naquele tempo dedicado ao envolvimento puro de uma paciência idealizada dos doces desejos, das lembranças dos  abraços dados  e  recebidos do eterno primeiro escondido beijo!
Hoje sou todas as palavras de amor preenchidas com emoção, as mesmas que aprendi a ouvir transcrevendo  a loucura dos olhares na canção e com a canção. É minha única canção animada pela intimidade, amor primeiro, único e verdadeiro. Não cobra num olhar cantado de reencontro.
Simplesmente chega e fica pra sempre entorpecendo e invadindo alma e espírito!   E o que é a vida senão atos de amor?! 
Amar é esse constante recomeçar no começar de novo a todo instante, porque nunca o perderemos  de vista!  Aqui o novo se forma nesse amor de uma relação durável nutrirá a esperança, o sonho da realização completa de ser sempre a sua menina trancada no coração um do outro.  Alinhavando os anos numa espécie de encantamento somos luzes, pois de lá tudo valeu a pena!!!.... 
É  a mesma  sensação que nenhum dia conseguiu  roubar... 

 No calor do redil de nenhum dono , arbítrio de  escolher  e não ir...
Não  somos  tão jovens, e nem tão velhos sabemos  que  a  vida é  assim...
Somos apenas dois  de mãos dadas, trazendo as  estações de todas as lembranças,  vivemos em estado  de graça sem pressa  de um dia  partir...
Numa  vida  que  continua com um toque de sua luz, um pouco de arrepio.

beijos
Roswyta 
esrogbribeiro@hotmail.com
Ribeirão Preto -sp 




segunda-feira, janeiro 8

ÁGUIA!





Pois é, as vezes visito aquele lugar sagrado, império das Águias! 

Em campos de batalha me refaço e me faxino para buscar diferentes e necessários renascimentos! 

Daí minha lealdade com a Srtª Vida... 

Ah meus  amores viver é isso... é uma empolgação descomprometida, é um constante... agarrar ao belo imponderável fim... e assim, o mais importante é desenrolar a complexa fiação dos caminhos na roda de fiar atitudes... vividamente... desprender, de todos os temores, e hesitação.

 E você, como passou o dia? 

Sentiu que foi produtivo ou mais um dia igual à outro? 

Quer mudar meus amores? 

Mude agora, o tempo passa é hoje, e o amanhã..sabemos o que nos espera?

Viva o presente, que é o único momento sobre o qual temos controle.
 
 O passado já foi. 
 
O futuro, ainda não chegou. 
 
Só o hoje lhe pertence!!
 
É importante viver cada dia de maneira única, produtiva..não sabemos o dia de amanhã. É claro que precisamos pensar no futuro, nas nossas metas e objetivos e traçar planos para conseguir alcançar. 

O nosso erro que pensamos demais no que vamos fazer futuramente e deixamos de aproveitar o presente, o aqui e agora!! 

Não percam a oportunidade de viver o hoje e viva com toda sua plenitude, como não houvesse amanhã, é claro com responsabilidade e bom senso, para não para não sair fazendo coisas que depois possa se arrepender.

 Acorde sempre com saudade do poder que você nunca teve, e desafie você mesmo... ao novo, ao inusitado, só você, sabe... quem você realmente é e se faz capaz de buscar esta coragem com fé em DEUS, a luta é só sua..... 

beijos

Roswyta Borges Ribeiro
esrogbribeiro@hotmail.com
Ribeirão Preto / SP

sexta-feira, janeiro 5

AMOR é feito de Alma e Poesia.







                                       Amores desejo a todos bonito Novo Ano...

 Algumas pessoas se tornam especiais pois sempre estão aqui comigo e digo, sinto muita falta disso...dessa troca que só o mundo virtual permiti. Esta é  a Srtª Faca de Dois Gumes! Viver serena com  a Revolução Digital e Virtual!
Que os  ensinamentos dos anjos assumem juntos a  todos uma partilha  de  afeto, que o querido amigo  2018 não permita  à Humanidade pelos  caminhos  dos ir e vir principalmente o trânsito  selvagem registrado anos passados. Ao mesmo tempo que  possamos prender a viver com  atitudes frutificadas  de profundas reflexões. Que nunca mais floresçam tragédias agressivas  e perigosas do passado, que em cada um há um  ser  alegre  e amado  zelando-se no presente deste  Ano que  se  inicia.

 Apesar  das estimativas da  modernidade andar tão rápidas em diversos setores toda atenção a visão  dessa revolução  atual de  comunicação merece  muito cuidado, intenso  carinho  e respeito  a existência  de uma história humana. A  história  de cada um  de nós isoladamente tem sabores e qualidades magnificas.  

Entendo  que é muito importante não  deixar o básico  d e nosso aprendizado,  aquele  que trazemos  no  colo da alma lá  do nascimento. Que nunca possamos  nos  esquecer  que  o  Amor é  uma  atitude  soberana. Não o  faça  desnecessário  ao  estar  com  alguém.

Existem pessoas  que  amam-se  e outras que  apenas  buscam  diversão. 

Amar é viver a vida  da melhor  maneira  e da mais bonita.
Estar  com alguém para se divertir como parceiros ou  amantes apenas  pela funcional necessidade biológica é fazer  do mundo virtual o mais  interessante, é através dele construir o  seu momento particular, soberano,  mas tragicamente fortalecendo  a grandeza  do  Amor  como  atitude desnecessário. Isto é  assassinar o mais  belo  ato divino da bela grandeza humana.  Cultiva em cada  atitude a semente verdadeira  do  amor pela  vida e  em todos os momentos  de  planta a Fé em si mesmo e  em DEUS!

Tenha uma nova vida ao lado da pessoa que tanto ama.. Mostre com gestos e atitudes. 

Lembre-se o  Amor é  a luminosidade  da  Humanidade, não somos donos de nada neste mundo, somos pessoas livres,  responsáveis  e inteligentes. Somos  Humanos e  sensíveis, não podemos  viver  com  a deficiência  de  fazer  desse soberano Sentimento um ato Desnecessário  ao  relacionamento  entre uns  com os outros.

Vamos pegar os  sentimentos  de afeto e transformar  todos em canção tocando no caminhos de  nossa existência. Recordar-nos das nossas conversas malucas e deixar  o bater mais forte do nosso coração é viver atos  de  amor...

Ao ouvir aquela musica que se tornaria a cada um  de nós a trilha sonora de um eterno amor vivo até hoje  dentro  de nosso  coração... isto é  Amor!
Então meus  amores assim é  este  este reconhecer do mais  nobre  sentimento vital, que jamais o  deixe por outros que não o  compara.  Amem-se livremente, com  coragem e firmeza, assim poderá demonstrar o verdadeiro sentimento. O amor não  tem pequenas  tiragens, ele é  intenso, valioso, único, completo  e valioso.
 
O coração não é apenas o órgão que temos na região do peito que nos ajuda a nos manter vivo; é também uma metáfora que tem sido utilizada há séculos para representar a nossa forma de ser, sentir e amar. No entanto, todos nós somos diferentes e cada um tem uma forma de sentir, ou seja, cada um tem um coração diferente.
  

beijos
Roswyta
esrogbribeiro@hotmail.com
Ribeirão Preto -  SP 

quinta-feira, dezembro 28

Construtor de Amigos...






                                 Amores.... chegamos aqui e seguiremos!!!

Ser um  Construtor de Amigos é como um mantra que encheu o templo que construímos para você acolher cada um do seu jeito no coração. Somos hoje uma família real, somos essa felicidade que se parece com esta imagem. 

Reunião de muitos e muitos tons coloridos escrevendo com olhar de cumplicidade cada um sua história perfumada com ternura e amizade, afeto e amor por este mundo afora. 

Em dado momento ficamos olhando  este  universo, então  começamos  a pensar e fala de tudo, dos grãos  germinados, dos  espíritos maus e  dos intensamente iluminados com coisas boas, com amor e quando percebemos tornamos  a olhar um novo  horizonte onde encontramos fontes de Luzes que  o intuía de serenidade. 

Ficamos olhando aquilo e vendo como  todos os humanos  de um momento para outro, conforme o  direcionamento mental, pode ser veículo de  sabedoria ou  enganação...


Feliz Natal diariamente  meus amores! 
Depois do  dia 25  de dezembro o espírito natalino precisa ser  esculpido por  mais anos  e  anos pelo  artista  sagrado que  vive  dentro  de cada um  de nós... precisamos manter tantos valores que temos oferecidos por DEUS Pai!!!

Luzes e Luzes para todos vocês semeadores de alegria. 

Roçadores de momentos menos felizes. 

Plantadores de Amores! 

A CADA UM O MEU MUITO OBRIGADA, com sincera intenção de que no próximo ano estejamos juntos, porque o amor é frequentemente expressado nas ações, nas palavras e vozes são igualmente importantes, se não mais... 

 Impressionante como conectamos energia das  pessoas!

DEUS ajuda  sim...  diariamente, depende da contribuição de cada um...

De hoje  em diante, vamos monitorar nossas atitudes...

Com certeza ajudaríamos na luta de cada um o perdão e compreensão daqueles  que ainda não  aprenderam que o mais lindo  e saudável  alimento  necessário à Humanidade se cultiva  através de muita humildade e muitas outras  virtudes que podem ser trabalhadas em  cada instante  de  atenção ou dias, sendo  virtudes que nos garantem melhores colocações na  escala  evolutiva do  espírito humano.

Esqueçamos o  medo e receio das guerras...  e vamos aos campos de batalhas por amor ao irmão...
 Lutamos até lá chegar em seu coração o Amor  Verdadeiro!!!
Ensinamentos do  espírito Natalino... ensinamentos  do  Cristo que  fez em nós o  Seu Altar!

Amo vocês... 

 beijos

Roswyta Borges Ribeiro
Ribeirão Preto/sp
esrogbribeiro@hotmail.com
 

quarta-feira, dezembro 27

Senhora Existência


                                             



                                                Bonita  vida meus  amores
 
Pois é.... as vibrações diversas também chegam com a passagem dos anos.... aos poucos vão nos banhando com suas reflexões, lavando-nos em água corrente, perfumando-nos... trocando desentendimentos por compreensão... até que a gente ame a humanidade de cada um. 

 Assim é a Srª Existência! 

Percebe a grandeza de alguém a partir da sua visão de mundo e a maneira como ela encara e lida com os obstáculos e os problemas que vão surgindo no seu caminho. 

Desse modo, seja por teimosia  ou orgulho ou por ausência de qualquer outro bom propósito, apenas os medíocres ficam remoendo as suas próprias mesquinharias e infortúnios, sempre batendo na mesma tecla. 

Por não admitirem os seus erros, não assumirem as suas responsabilidades, não enfrentarem as consequências das suas ações e subestimar a inteligência e o valor do outro, elas acabam paradas no tempo e no espaço, envenenadas pelo próprio fel e amargura que produzem. 

Ah meus amores a todo instante é o momento de trocar a regressão por evolução, medo por serenidade, vazio por plenitude, guerra por Amor e Paz!

 beijos

Roswyta

Ritualidade







                                                          Bonita vida meus amores...



Pois é.... ignorar a ritualidade da vida é o mesmo que quebrar o seu misterioso encantamento... 

E da minha simplicidade maluca, dessa minha incapacidade de viver de maneira positiva os limites que me são próprios, reconheço-me ignorante.... intensamente precária... sendo-me incapaz de tanto, me esforço para não desistir de meus sonhos! 

Ah meu amores, confesso, sou apaixonado pelo mistério, porque sempre tenho a esperança de desvendá-lo.... desejo benévolo é esse que me deixou assim envolto em mistério, em silêncio, em paz e perfumes pelos desafios imortais!


  Luzes e Luzes! 


 beijos


terça-feira, outubro 31

DOCE NOVEMBRO AZUL DE ESPERANÇA



                                                                   


                                      Amores lindos bonita vida!


Pois é, tudo é belo quando há amor, cuidado, entrega, respeito e reconhecimento. Sou cismada que é isso que faz a vida ainda mais linda!

 Desejo a todos um VALE A PENA! 

Afinal, hoje outubro, na clave da emoção recebe o Sr. Novembro com sua Srtª Rosa Azul para fazeres e saberes da razão revelada: Amor a si mesmo! 

 Então queridos amigos *HOMENS*... vocês são oásis de deliciosas miragens... deixa o bom senso buscar todos os seus sonhos num simples encontro com a realidade. 

Antes que um covil de ladrão lhes roubam a vida ou a Srtª Rosa Azul chore a ausência de seu amado Doce Novembro dentro de um luxuoso caixão de mogno, colocado em cima do grande campo verde em sua ultima moradia! 

O Ministério da Saúde adverte: Avaliação Médica Faça Exames Preventivos para o Câncer de Próstata Anualmente sempre. 

Endossado com energias renovadas. Olhar cuidadoso que privilegia objetivos retratados em entusiasmo decisivo para mudar o mundo. 

Que hoje, possamos criar sem economia de sonhos um pouco mais de poesia, de sol, esperança, encantamento, emoção, verdade, beleza dentro de cada um de nós.

Aqui os encontros são embriões de possíveis e bem-vindas amizades que podem prosperar para amizades espirituais tão raras e tão necessárias

 DEUS não é propriedade de nenhuma religião, pois Ele é livre e soberano.



 beijos

Roswyta




quarta-feira, agosto 23

ESPECIALISTA EM BORDADOS.

                                         Amores de sempre boa tarde!

Pois é... 

Vez ou outra leio por ai, que a vida é uma costureira especializada em reformas. Quando reunimos  coragem para modificar as  coisas, atitudes e pensamentos que podemos mudar, recebemos as  bênçãos  da vida.

Hoje penso que estamos aprendendo à medida que vamos avançando e cada experiência lança uma nova luz sobre nossos desejos de descobrir uma outra mudança de progresso. 

Se a vida é um processo, aprendemos, crescemos, repartimos fardos, reformulamos ideias e reestruturamos valores não é verdade?! 

Então, os passos que todos damos, seguindo trilhas separadas e aos mesmo tempo paralelas, somam-se e criam um movimento de toda a humanidade pra se sentir feliz. 

Ah meus amores, então dessa evolução concluo que a srª Vida é atualmente uma especialista em belos bordados. 

Cabe a cada um de nós usar os pontos, as cores e qualidades de linhas no manuseio dessa agulha de ouro de uma maneira que não estraga nada ao fluxo de energia do Universo. 

beijos

quinta-feira, junho 1

VOU AO ENCONTRO DE UM ENCONTRO!

                                                
                                          Bonita vida meus  amores...

 Entendo que não deve  permanecer somente  conosco aquilo que pode ser repartido com os outros  de maneira gostosa. Aqui DEUS  Se faz  presente e tudo fica mais  bonito pra gente também...

Espero,  de  coração, que cada um  esteja conjugando os  seus  melhores verbos, ao se  emocionar com  essa  expressiva história. Eu  a recebi de um  amigo  querido que  sempre  me  surpreende  com  suas lições de vida. 
Não  sei quais são os  seus amores além dos  aqui registrados, mas com  certeza também começam  com a mesma admiração. Tempo e  ações exemplares desde os primórdios anos da sua  comunicação humana.  

Eu, vibrante por seu exemplo começo por esse  agradecimento mais  que  sinônimo  de gratidão, em nos ensinar com isso que nós  somos as pessoas mais importantes em nossa  própria  vida.

Mãos à  obra meus  amores... 

Linda caminhada de um jovem admirável.

Espero que gostem tanto quanto eu.

Depois  dessa conversa  silenciosa há muita luz pra se  caminhar feliz e sozinho  num  encontro de outro encontro existente dentro  de cada um de nós. 

Boa viagem... 

beijos 

 Roswyta

                              Eu estou feliz.
Meu nome é André e sempre quis escrever esta carta, pois vocês sempre lidam com os assuntos da idade. Tenho 83 anos e eu não entendo por que as pessoas reclamam ao envelhecer. Para mim, cada década da minha vida teve algo importante para me ensinar. Minha intenção era escrever uma história um pouco curta, mas vou contar exatamente como tudo aconteceu. É por isso que eu amei cada década da minha longa e boa vida:   
                            
 Minha primeira década de vida   (do primeiro aos 9 anos)...

Eu não lembro muito bem dos primeiros anos da vida, mas pude ver o quanto meus pais amaram aquele bebezinho. Este amor iluminava o rosto deles como fogueiras me aquecendo na fase em que comecei a andar. Minhas primeiras memórias são de uma fase de acolhimento, proteção e muita confiança. Nada mal para os primeiros passos da vida.
Dos 5 ao 10 anos, lembro que comecei a testar os meus primeiros limites, aprendendo sobre minhas limitações físicas ao correr, pular, cair e chorar - e então corria um pouco mais. Aprendi como um jovem corpo ainda puro e sem medo tem tanta ânsia de explorar o mundo. E eu fiz isso.
Foi um tempo mágico e maravilhoso, quando as lendas pareciam tão reais quanto o sol no céu. Casas abandonadas eram assombradas por fantasmas do passado, esperando para devorar garotos. A mágica fazia parte do mundo, e eu era parte dessa sensação tão mística. Aproveitei cada momento.
Na minha segunda década de vida 

                                       (entre os 10 e 20 anos)...

...eu me tornei QUEM SOU por dentro. O meu âmago foi criado pelas minhas descobertas na adolescência - ao olhar para a janela, ponderando as questões da vida e tentando montar as peças do quebra-cabeça que estava na minha mente. Eu sonhava com grandeza, riqueza e fama.
Eu senti meu coração palpitar forte aos 12 anos de idade, quando um lindo par de olhos azuis passou por mim na classe da sexta série. E lembro que meu coração se despedaçou aos 14 anos. Aos 17, encontrei o amor verdadeiro mas o perdi antes dos 20. Eu ainda penso nela em alguns momentos, perguntando-me como teria sido caso tivéssemos ficado juntos. Mesmo assim, estou muito feliz com quem eu escolhi.
Aprendi sobre amizade verdadeira e que, às vezes, precisamos sacrificar compromissos para ajudar um real amigo. Aprendi que isso tem um grande valor, e que ser leal a um amigo é algo do qual devemos nos orgulhar muito.
Durante esses anos, tive as primeiras noções do que era ser um homem - de como respeitar os mais velhos e dar assistência a pessoas mais fracas e com mais necessidades do que eu. Aprendi também a importância de proteger a minha família, assim como seu nome e reputação. Além disso, aprendi a ter cuidado com estranhos, pois muitos deles podem ter apenas interesses e não serem verdadeiros. Essas lições foram as que mais me definiram como adulto.

                       Mas na minha terceira década
                                                       (dos 20 aos 30)...

... eu me TORNEI um homem. Trabalhei duro, como nunca havia trabalhado antes, não porque me disseram que eu precisava fazer isso, mas porque queria construir a minha própria vida. Descobri uma forte motivação que me levaria em direção aos meus sonhos e objetivos. Encontrei pela segunda vez o amor verdadeiro, e dessa vez durou. Nós nos casamos quando eu tinha 25 e eu fui o homem mais feliz do mundo. Encontrei satisfação no meu trabalho, e também descobri uma ambição pulsante que me fazia seguir em frente. Trabalhei muito e reclamei algumas vezes, afinal sou humano, mas nunca desisti.
Aos 30, eu conquistei a minha posse mais importante e valiosa - minha família. Minha esposa e meus três filhos, duas meninas e um menino, quatro pessoas por quem eu daria minha vida, mas também digo que são essas as pessoas quem me fazem viver. Não são perfeitos, é claro, assim como eu, mas eu não os substituiria por nenhuma outra família no mundo. Pude ver meus filhos descobrindo as palavras, como havia acontecido comigo 20   anos, sentindo toda aquela ânsia de vida e descoberta.

                Os anos entre os 30 e os 50...

...passaram como um piscar de olhos! Minha família toda amadureceu. Meu filho se tornou um homem alto e cada vez mais seguro de si com o passar dos anos. Minhas filhas se tornaram rapidamente mais inteligentes do que eu, crescendo de uma forma adorável à maturidade.
Trabalhei duro nesses anos, enquanto via meus filhos amadurecem, assim com minha esposa. Meus filhos tiveram de tudo, mas aprenderam sobre o valor do trabalho. Vi minha esposa crescer em sabedoria, e sinto-me muito grato e feliz por ter essa mulher ao meu lado por tanto tempo. A sua mão firme muitas vezes não permitiu que eu caísse em momentos desafiadores.

Meu corpo começou a doer mais e eu vi que não podia fazer as mesmas atividades que fazia quando era mais jovem. Admito que isso me deixou um pouco triste, mas depois fiquei bem, pois são limitações que você precisa aceitar, e eu estava bem amparado pela minha família.
Vi meus filhos escolhendo e seguindo seus caminhos, ao descobrir o amor, suas habilidades e limitações. Fiquei muito orgulhoso de cada um deles, e ainda sou.

                            Entre os 50 e os 70...

...parece que os anos passaram ainda mais rápido. Ao olhar-me no espelho, vejo que o meu rosto mudou. Tornou-se um rosto maduro, com marcas de expressão, como se um mapa tivesse sido desenhado em meu rosto, marcando todos os anos de memórias, conversas, experiências e sonhos.
Meu corpo doía ainda mais, mas meu coração disparou quando meus filhos criaram suas próprias famílias. Eu me tornei um avô, encantando-me ao ver duas gerações criadas com o nosso amor - meu e de minha esposa. Senti um grande orgulho de ser o patriarca dessa família.
Diminuí o ritmo do trabalho e passei a aproveitar mais o tempo, afinal já tinha me dedicado muito e queria aproveitar. Brincava com meus netos, dividia e auxiliava nas responsabilidades com meus filhos quando eles precisavam de ajuda, e vivi intensamente os últimos momentos com a minha esposa, até que o câncer a levou embora. Não vou mentir - foi o momento mais difícil da minha vida, e eu não sei se teria suportado se não tivesse o apoio da minha família - eles estavam ali para mim e tivemos uma linda vida juntos. Tive que deixá-la partir, pois em meu coração eu sei que um dia vou reencontrá-la. 

Entre os 70 e os 80...

     ...eu finalmente encontrei a paz na velhice. Lutei contra isso por muito tempo, mas descobri que há grandes privilégios em se tornar uma pessoa madura, com mais conhecimento, graça e entrega. Ainda havia mais coisas para aproveitar - minha família cresceu, ficou mais numerosa. Passei a usufruir das novas tecnologias que antes não tinha tempo de usar. Eu me conectei a essa nova era, aprendi muito e ainda aprendo. É muito divertido, e me faz sentir-me jovem novamente. Tenho tempo de sobra para usufruir das coisas boas da vida - minha família, diversão, amigos e meus livros, que, assim como meus entes queridos, sempre me acompanharam nessa jornada, oferecendo-me apoio e sabedoria.

                                               Agora estou com 83 anos.      

         Sinto que ainda tenho tempo de sobra neste mundo, mas quando olho para trás, sinto que amei intensamente cada década da minha vida até hoje. Eu não pularia nenhuma delas, pois todas me proporcionaram muito amor, prazer e conhecimento sobre a vida. Sinto-me grato por cada ano da minha vida, e agradeço todas as noites, como se fosse uma despedida.

Em minha mente, minha esposa sempre permaneceu ao meu lado, e ainda posso ouvi-la falando de coisas que eu fiz. Meus filhos estão amadurecendo, aprendendo as mesmas lições que as minhas. Eu sorrio e os vejo seguir em frente, tendo em mente que tudo vai ficar bem.

Tenho meus interesses e hobbies, e aproveito tudo que a vida me dá. Sempre ouço meu velho corpo - quando ele quer descansar, assim eu faço, da mesma maneira ele me atende quando quero fazer as minhas atividades. Meus antigos medos e ansiedades, assim como pensamentos de tristeza, se foram. Eu agora vivo no presente, tanto quanto nunca vivi antes, mesmo que minhas memórias estejam sempre presentes. Estou vivo e tenho uma vida rica de bons valores para considerar.


                                                   Esta é a minha história.
Peço desculpas se soou sentimental demais, mas isso acontece quando você observa a própria vida. Espero que, assim como eu, todos entendam, aprendam e amem cada década de suas vidas. 
Deus os abençoe.
André.
 


André querido...
Parabéns por  ser tão bem preparado para enfrentar a  vida e  vencer os  momentos menos  feliz.
beijos
Roswyta